Postagens

Mostrando postagens de Maio 3, 2009
2ª. Aula ♪♪♪♪♪ Texto para o Cartel de MG ♪♪♪♪♪ Falamos até aqui da importância dos três registros na teoria lacaniana: RSI.

Vimos que o Real é o impossível de simbolizar: “o que não cessa de não se escrever”. E que o objeto a, no Registro do Real é a coisa (das Ding), o vazio: causa de desejo. Dizer que o objeto a “é causa de desejo” não é o mesmo que dizer que “é a causa do desejo”. O objeto não é causa primeira, nem causa última. Afinal, a psicanálise não é uma teoria desenvolvimentista. Causa, neste sentido, pode ser compreendida como potência. É como dizer que a tela em branco é causa de imagens, na arte e no cinema. Quando entramos em um cinema e constatamos a presença da grande tela em branco, podemos ficar tranqüilos, pois sabemos que ao apagar das luzes a tela se iluminará permitindo o desenrolar da outra cena. ### Vimos que o registro do Simbólico é o campo da contingência: “do que cessa de não se escrever”. É, por isso mesmo, o campo do Outro (A). Lembremo-nos que a noção de Outr…