Postagens

Mostrando postagens de Novembro 30, 2014

CURSO PÓS-GRADUAÇÃO

Imagem
INICIO:  2015
LOCAL: FACVEST - FLORIANÓPOLIS-SC

COORDENAÇÃO: MARIA HOLTHAUSEN


PERIODICIDADE: MENSAL 
HORÁRIOS: SEXTA-FEIRA - 19:00 às 22:00 h
SÁBADO - 08:30 às 12:00 h
                                       13:30 às 17:30 h

CARGA HORÁRIO: 360h - 24 meses

INFORMAÇÕES: FACVEST - (48) 3371-0259
                          FACVEST/GISELY - (48) 9982-5282


                Maria Holthausen: (48) 9957-7654

Programa
06/03/2015 - INTRODUÇÃO Sexo, essa estranha palavra no limiar entre corpos e discursos.
10/04/2015 - SEXO, ESCRITA E FILOSOFIA  
08/05/2015 - ARTE SEXUAL X CIÊNCIA SEXUAL
12/06/2015 - WORKSHOP: O SEXO E A MORAL BURGUESA
10/07 e 14/08/2015 - SEXO E PULSÃO
14/08 e 11/09/2015  -SEXO E DESEJO  
09/1
Imagem
DO ENTE PSICOLÓGICO QUESTÕES HISTÓRICAS E EPISTEMOLÓGICAS Gustavo Capobianco Volaco
Ser ou não ser, eis a questões Shakespeare
Não faz muito tempo, mais ou menos dois anos, fui convidado a ocupar-me de uma disciplina que, até onde sei, é onipresente nos cursos de Psicologia. Falo, claro, de sua História a que eu, é preciso confessar, sem conseguir contar os anos, estava completamente afastado por razões que agora não vem ao caso. Pus-me então, à princípio e com pressa, a folhear livros cheios de pó nas estantes de minha biblioteca e, conforme as folhas e os volumes se sucediam, conforme a poeira dava espaço ao branco do papel recheado de letras negras e eu me afundava nos textos, ficava-me a impressão, nada confortável, e cada vez mais contundente de que aquilo que lia em vários autores e em num espantoso uníssono, não passava de uma mitologia, bem entendido, aquilo que nas palavras de Lévi-Strauss serve “para fornecer um modelo lógico para resolver uma contradição” (LEVI-STRAUSS, 2012, p. …

Os Desafios do Cinismo

O que é uma Civilização? Para a psicanálise lacaniana a Civilização pode ser compreendida como um sistema de distribuição do gozo a partir de semblantes. Na perspectiva do supereu, “civilização é um modo de gozo, e mesmo um modo comum de gozo, uma repartição sistematizada dos meios e das maneiras de gozo”.(1) O gozo “civilizado”, organizado pelo supereu freudiano, produz o interdito, o dever, a culpabilidade, significantes que fazem existir o Outro, os semblantes do Outro. O grande Outro pode, nesse enfoque, ser representado pelo pai totêmico fundado na teoria freudiana pelo mito do Totem e Tabu.(2)
Neste mito, resumidamente, Freud nos diz: No estado primitivo da sociedade os homens viviam no seio de pequenas hordas, cada qual dominada por um macho perigoso que exigia total submissão dos seus filhos e lhes proibia o acesso às mulheres, cujo uso lhe era reservado. Certo dia, os filhos da tribo, rebelando-se contra o pai, fomentaram uma conspiração: num ato de violência coletiva eles o m…