Postagens

Mostrando postagens de Agosto 20, 2006

TRANSFERÊNCIA E DROGADIÇÃO

Não há clínica sem transferência. Toda a clínica baseada no sujeito pressupõe a transferência, seja ela: médica, psicológica ou psicanalítica. Somente a clínica mecanicista, isto é, a que se constitui apenas pelos exames e medicações prescinde da transferência.Quando alguém procura um analista para marcar uma hora, dizemos que há uma demanda de atendimento, mas não há ainda transferência. A transferência se constituirá a partir das primeiras entrevistas.Para a clínica psicanalítica a transferência será o pivô, o eixo no qual gira, sedesenvolve o tratamento. Por esse motivo é que para a psicanálise este termo ganha uma dimensão muito específica.Quando uma pessoa busca um analista, essa busca é vinculada à hipótese de que háum saber em jogo no seu sintoma. Ela quer saber o que se passa com ela: Porque repete uma conduta indesejável que não consegue parar? Qual a razão da sua inconformidade, se podia ser feliz com tudo que a vida lhe deu?Assim, se por um lado falta o saber, por outro, ac…