domingo, fevereiro 25, 2007

DISCURSIVIDADE



 
" O homem, novo Aquiles perseguindo uma outra tartaruga, está fadado, em razão da captação de seu desejo no mecanismo da linguagem, a essa aproximação infinita e nunca satisfeita, ligada ao próprio mecanismo do desejo, que chamaremos simplesmente de discursividade."
Lacan, Seminário V, 1957-58, p.127

Nenhum comentário:

O FEMININO E A DEVASTAÇÃO

A devastação e o feminino Aline Miranda da Silva Universidade Federal de Minas Gerais Devastação é a tradução d...