terça-feira, agosto 25, 2015

MUSICA E LITERATURA



Alberto Heller – composições e piano
Hedra Rockenbach – direção de arte e iluminação

LOCAL: Teatro Pedro Ivo
DATA E HORA: 26 de agosto (quarta-feira), 21h
INGRESSOS: R$40 e R$20 -  
à venda pelo Blueticket ou nos teatros Pedro Ivo, CIC e TAC

Em lAbirintH, a música do compositor e pianista Alberto Heller dialoga com a poesia visual de Hedra Rockenbach; as onze músicas para piano solo que compõem o espetáculo (baseadas em poemas também de autoria de Heller) são de grande intensidade e lirismo, com influências que vão da música clássica às sonoridades mais contemporâneas, criando uma atmosfera atemporal, mágica e envolvente. Composto entre 2013 e 2014,lAbirintH brinca com as fronteiras entre música, literatura e artes visuais. Onze poemas, onze músicas, onze mundos; cada um desses mundos tem vida própria, mas em conexão com os outros – uma unidade que não chega a contar nenhuma história, mas que convida a todo tipo de viagem, como os títulos das músicas sugerem: A valsa transfigurada, Noturno, Clowns, Passagens, El Tango, O anjo caído, Labirinto, Em sonhos, Outono, Sem volta, O colar.  
 DEPOIMENTO DO COMPOSITOR
"Este espetáculo representa um divisor de águas em minha trajetória artística. Fazia tempo que eu não mergulhava tão profundamente num processo criativo. Aliás, poucas vezes me identifiquei tanto com um trabalho. Depois de anos escrevendo para formações orquestrais, lAbirintH marca o retorno à composição para meu instrumento principal. Fiquei alguns anos sem escrever para piano por me encontrar numa encruzilhada de referências musicais e influências, mas finalmente sinto que houve a fusão estilística necessária e o amadurecimento pessoal e artístico que possibilitaram esse retorno. Também fugi deliberadamente do esquema clássico do "recital de piano": projetei lAbirintH para que fosse uma verdadeira viagem sensorial – nesse sentido, o trabalho de iluminação e projeções feito por Hedra Rockenbach é fundamental, pois tira o foco visual do pianista e transforma o teatro num grande espaço expressivo e interativo." Alberto Heller 
ALBERTO HELLER
A música de Alberto Heller ocupa hoje um lugar de destaque no cenário artístico nacional e internacional, o que lhe vem trazendo premiações e excelentes críticas.  Em sua música convergem, junto ao clássico, elementos do pop, da música new age e do rock progressivo. Entre seus últimos trabalhos, destacam-se a trilha sonora original e direção musical para o filme Ensaio da cineasta Tânia Lamarca, a Sinfonia Terra (para soprano, barítono, coro e orquestra) e o Concerto Aurora Consurgens (para piano, violino, viola e orquestra), bem como as diversas edições do espetáculo Rock’n Camerata. Tem treze CDs gravados e é autor dos livros Fenomenologia da Expressão Musical e John Cage e a poética do silêncio, tendo sido este último premiado em 2012 pela Academia Catarinense de Letras como melhor ensaio do ano. Ainda em 2015 tocará na Irlanda e se apresentará no Rock'n Rio junto a Steve Vai e Camerata Florianópolis. 

HEDRA ROCKENBACH
É integrante do Grupo Cena 11 Cia. de Dança, desde 1995, participando desde então de todas as suas produções como responsável pela ambientação sonora e a partir de 2003 também pela ambientação cênica (luz e cenário). Também produz trilhas para peças teatrais: “Pequeno Monólogo de Julieta” (2009) e “Quatro” (2010), Grupo Círculo; “Pequeno Inventário de Impropriedades” (2009), “Meteoros” (2012) e “Esse corpo meu” (2014), Téspis Cia. De Teatro, “Hipotermia” (2014), Nazareno Pereira, “Ardoris” (2014), Ilustríssimos Senhores, “Mergulho” (2014), Eranos. Participou como Assistente de Produção do Espetáculo de Gerald Thomaz “O Cão que Insultava Mulheres, Kepler, the Dog” (2008). 
 



Nenhum comentário:

Jacques Lacan e a voz  Jacques-Alain Miller Jacques Lacan deu um lugar específico à voz na psicanálise. Voltarei...