sexta-feira, setembro 28, 2007

Desejo:




Podemos entender o desejo como a negatividade do mundo narcísico, isto é, como aquilo para o que não há objeto dado e conformado de satisfação plena, como fazem parecer as imagens ideais.

O desejo é sempre de outra coisa. O desejo pressupõe a falta. Falta que, aliás, marca uma das diferenças entre Freud e Lacan: enquanto para Freud o desejo tem uma gênese empírica na perda da simbiose do bebê com sua mãe, para Lacan o desejo é a necessária relação do ser com a falta.

Nenhum comentário:

INTERPRETAÇÃO: DO TEXTO A VOZ

COMO OUVIR A VOZ DO TEXTO Interpretação, Transcrição e Intradução Marcos André Vieira TRADU Ç ÃO E...